Natura On Line

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

O Pequeno Príncipe

Antoine de Saint-Exupéry-(Para Tetel)
******************************
... -Se alguem ama uma flor da qual só existe um exemplar em milhões e milhões de estrelas, isso basta para que seja feliz quando as contempla. Ele pensa: "Minha flor está lá, nalgum lugar...." Mas se o carneiro come a flor, é para ele bruscamente, como se todas as estrelas se apagassem! E isto não tem importancia!

Não pôde dizer mais nada. Pôs-se bruscamente a soluçar. A noite caíra. Larguei as ferramentas. Ria-me do martelo, do parafuso. da sêde e da morte. Havia uma estrela, num planeta, o meu, a Terra, um principezinho a consolar! Tomei-o nos braços. Embalei-o. E lhe dizia: A flor que tu amas não está em perigo.... Vou desenhar uma pequena mordaça para o carneiro... uma armadura para a flor... Eu...."Eu não sabia o que dizer. Sentia-me desajeitado. Não sabia como atingi-lo, onde encontra-lo... É tão misterioso o país das lágrimas!...
Ganhei esse livro aos dezessete anos. Hoje mais de trinta anos ele ainda fala ao meu coração.