Natura On Line

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Afinal para que servem os pés?


Aos 20 anos de idade, recém casada, quebrei meu pé pela primeira vez ao descer de um ônibus.
Ai que dor! Terrível!
Jovem e sem paciencia fiquei engessada um terço do tempo e zás! Sem gesso estava pronta para outra.
Anos mais tarde, mais velha, mais ajuizada, quebrei o pé novamente. Dessa vez suportei os 45 dias de molho.
Passam-se se os dias. Cair e dobrar o pé, minha diversão favorita(rsrsrs...) Vira e mexe estou com ele doendo ou enfaixado.
Ano passado torci o pé ao ir para a formatura de uma amiga. A bota impediu que quebrasse e segurou a dor. Quando a tirei, socorro! O pé estava um bola. Alguns dias enfaixada, outros tanto de licença e pronta para recomeçar. Em termos. O pé sempre doía. Não só o pé. Também a perna.
Um dia desprentenciosamente assistindo ao programa Show da fé o missionário disse que iria orar para os problemas nos pés. Não deu outra, eu lá de pé, na frente tv, recebi a oraçaõ. Para os que creêm nenhuma surpresa. O pé bonzinho no dia seguinte. Acordei e não senti nada. Uai! Curada!
Pensam que acabou? Nada! Uma semana depois torço o pé novamente. Lá vai a mula manquinha para o ortopedista outra vez. Nada sério. Só uma dorzinha chata que ficou incomodando. Outa vez lá vem o missionario. Orando pelo que? Adivinhem? Acertaram, e eu de novo. Dessa vez o desaparecimento da dor não foi tão imediato. Mas eu não acredito em coincindencia e sim no poder de Deus. Portanto creio na benção da cura e oro para que o anjos do Senhor me sustentem para que eu não caia novamente. Não tão depressa(rsrsrs). O Senhor abençoe a todos.

Quão formosos são, sobre os montes, os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, do que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, do que diz a Sião: O teu Deus reina!(salmo 57.7)