Natura On Line

sexta-feira, 10 de agosto de 2007


Sabedoria de Caubói



Guarda-me como a menina dos olhos, esconde-me à sombra das Tuas asas. Salmo 17:8.
Carlos é caubói. Aos 74 anos, ainda é alto e magricela, com pele bronzeada. Sempre cavalheiro, raramente fala, e com voz baixa encerra todas as respostas com "senhora" ou "senhor". Passou a vida andando a cavalo e reunindo o gado. Agora sofre de problemas pulmonares e cardíacos causados pelos anos de incontáveis cigarros fumados.
Carlos machucou gravemente sua perna esquerda e precisa de curativos diários para o ferimento. Não consegue fazer isso sozinho e assim, durante as últimas quatro semanas, tenho trocado seu curativo quase a cada dia. O procedimento é complicado e às vezes doloroso. Carlos suporta com paciência o que precisa ser feito, enquanto eu converso para manter a mente dele ocupada. Às vezes, durante a troca do curativo, a dor é evidente nos seus olhos ou pelo retesamento de seus braços ou pernas. Desculpo-me gentilmente, e faço uma pausa por breves momentos até que Carlos diga: "Tudo bem, senhora."
No fim de cada visita, aperto sua mão e lhe digo que foi um prazer vê-lo. Carlos sempre balança a cabeça e diz: "Muito obrigado, senhora." Isto é, até a última sexta-feira. Naquele dia, quando coloquei a mão na maçaneta da porta para sair, Carlos disse devagar: "O seu marido tem orgulho da senhora?" Enquanto fiquei ali parada tentando decidir como responder a uma pergunta como aquela, ele acrescentou em voz baixa: "Deveria ter."
Alguma vez você já disse a alguém da sua família ou do seu círculo de amigos que você se orgulha deles? Que eles estão fazendo bem alguma coisa? Já se sentiu como se ninguém tivesse motivo para orgulhar-se de você? Já passou por dias em que se sente totalmente inútil? Expressa gratidão às pessoas pelo que fazem por você? Não se esqueça jamais de que existe Alguém que tem um orgulho incrível de você. Não importa o que tenha feito (ou não tenha), você ainda é a menina dos olhos de Deus! Ele ama você mais do que a própria vida. Delicie-se na refulgência do Seu amor!
Susan Wooley